Polícia investiga desaparecimento de motorista de aplicativo, em Ceilândia

Aldenys da Silva, 29 anos foi visto pela última vez na QNM 30. Caso é investigado pela 19ª Delegacia de Polícia JL Jonathan Luiz*

O motorista de aplicativo Aldenys da Silva, 29 anos, morador do Sol Nascente, está desaparecido desde 3 de janeiro. O rapaz se comunicou com pessoas próximas pela última vez por volta das 11h daquele dia. O veículo dele foi visto na QNM 30 de Ceilândia Norte. A vítima também teria ido negociar um lote na cidade com pessoas suspeitas da prática de crimes.

Patricia Rocha, 49, amiga próxima de Aldenys, conta que ia se encontrar com o rapaz no dia que ele desapareceu. “Nós íamos em um enterro de um conhecido, ele me ligou avisando para eu me arrumar que passaria aqui em casa em 30 minutos, mas 10 minutos depois ele falou que depois do sepultamento me levaria para conhecer o lote e levar uma parte do dinheiro para um homem”, disse Patrícia. Eles não chegaram a se ver. Além disso, a amiga conta que descobriu que o lote que o motorista estava comprando não era do dono, era de um invasor, e a casa é da Caixa Econômica Federal.

“Não como, não durmo, não estou trabalhando, estou correndo atrás de todas as pistas, não paro de chorar, porque ele para mim era um filho, amigo, irmão, estava comigo em todas as ocasiões da minha vida”, relata a amiga.

Busca por pistas
As pessoas mais próximas do motorista estão correndo atrás de pistas de todas as formas possíveis. Ao Correio, Patrícia disse que câmeras de uma igreja na QNM 30, conjunto M, mostram o carro do Aldenys entrando na rua às 15h44, de 3 de janeiro. Os vidros do veículo estavam abertos quando passou pela primeira vez, mas 14 minutos depois o carro passa novamente, mas dessa vez as janelas encontravam-se fechadas. O carro dele tem películas. Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), há informação de que o automóvel do rapaz está circulando em Fortaleza, desde 7 de janeiro.

A moça relata que um senhor informou para ela, que Aldenys esteve com um homem em uma casa da QNM 30, conjunto M, mas depois de um tempo este tal suspeito voltou para a residência com o carro de Aldenys, mas o desaparecido não estava junto. Pouco tempo depois uma Kombi também estacionou. Os homens pegaram TV, entre outros produtos. A ação foi muita rápida.

O rapaz estava passando por um período complicado na vida, andava com sintomas de depressão e, dois dias antes do ano-novo bateram no carro dele, o que contribuiu para agravar a situação.

O tio do motorista registrou boletim de ocorrência na terça-feira da semana passada (7/1), na 23° DP (Ceilândia). O caso está sendo investigado pela 19ª DP, também de Ceilândia.

Paulo Tavares

Paulo Tavares Jornalista redator responsável pelo portal DF em FOCO. Reg, 0010479/DF Meu compromisso é com a verdade. Doa a quem doer...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Advertisment ad adsense adlogger