Operação apreende mais de 5,5 toneladas de produtos de origem animal em Novo Gama

São considerados clandestinos os produtos que estão sem inspeção, sem rotulagem, com prazo de validade vencido, fora dos padrões de higiene, entre outras irregularidades

Mais de 5,5 toneladas de produtos de origem animal clandestinos foram apreendidos em Novo Gama, em Goiás. A operação dentro do Programa Goiás Contra a Carne Clandestina, aconteceu nesta terça e quarta-feira (4).

No total foram apreendidos 5.669 quilos de produtos de origem animal, incluindo pescados. A informação é da Agrodefesa e das Vigilâncias Municipal e Estadual. Ao todo 29 estabelecimentos foram monitorados, mas apenas 23 tiveram algum tipo de ocorrência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



De acordo com o Ministério Público (MP), os produtos apreendidos foram inutilizados e descartados. Os estabelecimentos comerciais que foram fiscalizados poderão apresentar defesa, e terão oportunidades para se adequar, mas continuarão a ser monitorados pela fiscalização local. Os comerciantes receberão o auto de infração.

São considerados clandestinos os produtos que estão sem inspeção, sem rotulagem, com prazo de validade vencido ou fora dos padrões de higiene, entre outras irregularidades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Ação
Segundo o MP, a ação foi articulada pela Área do Meio Ambiente e Consumidor do Centro de Apoio Operacional do MP-GO, que coordena o programa, em conjunto com a 1ª Promotoria de Justiça de Novo Gama. A ação tem como objetivo combater o abate e a comercialização de produtos clandestinos, de acordo com o MP.

Participaram da ação junto com o Ministério Público, Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal, Polícia Técnico-Científica, Polícias Civil e Militar.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Fale com o DF em FOCO
Advertisment ad adsense adlogger