Novo Gama: De forma imoral, vereador Celso Carvalho tenta impedir redução da taxa de iluminação publica

Eleito pra defender o povo, O vereador celso Carvalho usou o regimento interno para prejudicar o povo

De forma imoral, vereador Celso Carvalho tenta impedir redução da taxa de iluminação publica em Novo Gama

 Fonte: Madeirada news




O líder do governo na Câmara de vereadores, Vereador Celso Carvalho mais uma vez se colocou contra o povo de Novo Gama. Dessa vez o Vereador Celso como presidente da comissão atrapalhou a votação do decreto legislativo de autoria do vereador BB  que reduziria a taxa de iluminação publica dos moradores da cidade, como membro da CCJ Celso barrou o parecer técnico e se apegou ao prazo limite de  quinze  dias impedindo a votação na sessão ordinária realizada nesta quinta-feira (12), sem justificar sua decisão de atrapalhar a votação o vereadores Celso Carvalho foi hostilizado pelos vereadores Cicero Dias e Christovam Machado que colocaram a culpa no vereador por não reduzir a cobrança da taxa de iluminação.




Em seu discurso o vereador Cicero Dias disse que os moradores de Novo Gama podem entrar na justiça para obter seu dinheiro de volta, pois a cobrança feita pela prefeita é ilegal. Já o vereador Christovam Machado disse que a prefeita comete crime de responsabilidade ao cobrar a taxa de iluminação publica de forma ilegal, e o que é pior, sendo protegida pelo vereador Celso Carvalho, o vereador Neto Dantas disse que se se Celso Carvalho defende a ilegalidade da cobrança ele também é culpado pela ilegalidade. Já o vereador Pelé pediu a antecipação da sessão e apelou para a sensibilidade do vereador Celso com as pessoas menos carentes da cidade de Novo Gama.




Eleito com a bandeira da moralidade, tendo a sua maior votação entre os membros da igreja católica, o vereador tem se mostrado imoral ao defender o governo e se colocar contra as pessoas humildes que confiaram nele seu voto de confiança. Conhecido na câmara de vereadores como o vereador “RIQUINHO”, Celso Carvalho não só traiu os seus  648 eleitores, mais também uma população carente que não suporta mais o roubo da taxa de iluminação publica cobrada de forma ilegal em suas contas de energia elétrica.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Fale com a gente