Farra com dinheiro do povo: Rafael Prudente e mesa diretora autorizam pagamentos milionários em publicidade de ferramenta inexistente

A Câmara Legislativa do Distrito Federal, presidida pelo então deputado distrital Rafael Prudente (MDB), fez gastos milionários em publicidade de ferramentas que a população do DF não utiliza e que não estão disponíveis para uso.

Só no primeiro semestre, a CLDF gastou mais de R$ 23 milhões de reais em publicidade, parte dessa propaganda foi de um aplicativo CLDF na sua Mão. As publicidades anunciavam que o aplicativo estaria disponível para download nas lojas virtuais, porém, nunca foi publicado na AppStore (Usuários da Apple). Atualmente, o aplicativo não se encontra disponível na Google Play (Usuários Android), ficou por poucos meses no ar e depois o próprio órgão fez a retirada definitivamente.




 

O que a CLDF tem a dizer

O site imprensa Pública procurou a comunicação da CLDF, o órgão informou que a criação do aplicativo não custou aos cofres públicos, porém a publicidade do aplicativo sim, segundo Ézio de Castro (Coordenador de Comunicação indicado por Rafael Prudente), o aplicativo não está no ar porque se tratava de uma versão beta, disse também que o aplicativo havia sido publicado apenas para teste.

Ézio não informou porque a CLDF gastou milhares de reais em verba pública fazendo a publicidade de um app que ainda não tinha sido testado e aprovado pela sociedade e que logo depois seria removido sem os devidos esclarecimentos.

Vale ressaltar que o App da CLDF nunca foi publicado na AppStore, embora a propaganda do órgão dizia estar disponível para usuários da AppStore (Usuários da Apple).





 

 

A Publicidade escondida

Especula-se que há um acordo interno onde deputados específicos tem direito de indicar blogs e sites para receber o material publicitário do órgão, após a indicação do parlamentar, o blog/site recebe a publicidade e começa a gerar boas notícias do deputado e da Câmara Legislativa, para isso recebem milhares de recursos públicos.

Na CLDF não há critérios de apuração se o Blog/Site que recebe a publicidade tem de fato a audiência que diz ter ao se cadastrar no órgão, também não há transparência sobre quais veículos de comunicação  são contemplados para receber a publicidade do órgão e porque foram escolhidos.




Histórico familiar de Prudente

, ex-presidente da Câmara Legislativa que continua sem direitos políticos por 10 anos.

O ex-deputado (Pai de Rafael Prudente) foi condenado por improbidade administrativa no “mensalão do DEM”. De acordo com a investigação, Prudente teria recebido cerca de R$ 50 mil por mês de 2003 a 2009 para garantir apoio político. Prudente ficou conhecido por ter sido filmado colocando dinheiro do suposto esquema de propina nas meias.

O Ministério Público

Em nota, o MPDFT informou que não tinha o conhecimento desse caso, os promotores responsáveis informaram que irão analisar o caso.




 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Fale com a gente