CRUELDADE: motorista de aplicativo ajoelhou e implorou para não morrer, afirma delegado

Após o crime, Felipe, João e o adolescente fugiram o local com o veículo da vítima, que foi localizado horas depois abandonado

Felipe e João foram indiciados por latrocínio- Alailson Santos/PC-AM




Felipe Gomes de Araújo, de 26 anos, e João Victor da Rocha Maduro, de 19 anos, foram apresentados na manhã desta segunda-feira (9), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), localizado na Zona Leste, em Manaus, suspeitos de latrocínio (roubo seguido de morte), do motorista de aplicativo de transporte privado urbano, Higson Ramos Cavalcante, de 49 anos.

 

De acordo com o delegado da DEHS, Paulo Martins, a vítima desapareceu na madrugada da última terça-feira (3), após sair para trabalhar da casa onde morava, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus. O corpo do homem foi encontrado na tarde de sexta-feira (6), em estado avançado de decomposição, no Ramal do Brasileirinho, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste.

Higson desapareceu na madrugada da última terça-feira (3), após sair da casa onde morava, para trabalhar- foto: Kamyla Gomes/Divulgação

Paulo Martins ressaltou que um adolescente de 16 anos também está ligado ao crime e foi apreendido por policiais militares. “Quem solicitou a corrida foi a irmã do adolescente, que segundo o menor, não tem envolvimento com o crime e nem sabia o que eles tinham feito”, afirmou a autoridade policial.




Detalhes do crime

“A corrida foi solicitada, Higson estava nas redondezas e aceitou a chamada, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte. O trio entrou no carro já informando o roubo. Assim, levaram a vítima até uma estrada de barro no Ramal do brasileirinho e lá cometeram o crime, da forma mais cruel possível, com golpes de faca” contou Martins.
Ainda segundo o delegado, a vítima implorou para não morrer e tentou fugir, mesmo já ferido.

“Ele foi golpeado pelo adolescente, ainda tentou correr para a mata e fugir dos seus assassinos, mas caiu. Foi então, que pediu para não morrer. Os assassinos não ouviram e acabaram matando o pai de família”.




"SÓ MATEI DUAS PESSOAS"

"SÓ MATEI DUAS PESSOAS"DEUS ME PERDOE, MAS UMA DESGRAÇA DESSA TINHA ERA QUE SER FUSILADO EM PRAÇA PÚBLICAO cidadão sai pra trabalhar, fica as vezes 15h, sentado dentro de um carro, ganhando uma "micharia" tentando ser uma pessoa do bem, sustentar a familia e pagar suas contas. ai vem uma desgraça dessa e tira a vida de um pai de familia, por nada.

Posted by DF Em FOCO on Monday, September 9, 2019

Após o crime, Felipe, João e o adolescente fugiram o local com o veículo da vítima, que foi localizado horas depois abandonado no bairro Monte das Oliveiras.

Justiça

A dupla foi indiciada por latrocínio e ao término dos procedimentos legais na DEHS, ambos serão levados até o Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM), onde estarão à disposição da Justiça. O menor está na sede da Delegacia Especializada em Apurações de Atos Infracionais (DEAAI).

Enterro

Mais de 300 pessoas – entre familiares, amigos e colegas de trabalho – acompanharam o cortejo realizado no último sábado (7) em homenagem ao motorista de aplicativo.




O corpo do pai de família e trabalhador foi enterrado no início da tarde do último sábado, no Cemitério Parque de Manaus Tarumã, sob forte comoção de quem estava presente.

O corpo do pai de família e trabalhador foi enterrado no início da tarde de hoje, no Cemitério Parque de Manaus Tarumã, sob forte comoção de familiares, amigos e colegas de trabalho – Foto: Reprodução

Confira o vídeo:




 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Fale com a gente