Aumenta número de casos investigados contra suspeito de ser maior estuprador de Goiás

Mais cinco mulheres procuraram a polícia para denunciar o homem




 

Wellington Ribeiro da Silva, de 52 anos, homem considerado o maior estuprador em série de Goiás foi denunciado na delegacia por mais cinco mulheres desde que foi preso e apresentado pela Polícia Civil. Ele é investigado agora em 52 casos de estupro, sendo que 22 deles já foram confirmados por meio de exames de DNA.

De acordo com a polícia, o preso não apresentou defesa durante o interrogatório. Segundo a delegada responsável pelo caso, as mulheres começaram a procurar a delegacia desde a última quinta-feira (19). Duas delas alegaram que foram vítimas em Goiânia, apontando mais uma cidade de atuação do suspeito.




Ainda segundo a delegada, as características do crime são semelhantes às relatadas em outros casos já atribuídos a Wellington, como o uso constante do capacete na hora do crime.

Outras características relatadas pelas mulheres, de acordo com a polícia, também batem com o modo que o suspeito anunciava o assalto, pegava o celular da vítima e obrigava a subir na moto dele. Depois ia para um lugar mais afastado e cometia o crime.




O próximo passo da investigação é pegar no banco de dados o material genético do estuprador colhido nestas novas vítimas e confrontar com o de Wellington Ribeiro.

A força-tarefa que resultou na prisão do suspeito, batizada de Impius, durou 45 dias e envolveu mais de 40 pessoas. Ela teve início após a Polícia Técnico-Científica encontrar perfil genético dele em várias vítimas de estupros.

Os crimes eram cometidos desde 2008. Segundo a polícia, Wellington chegou a ser preso depois de violentar uma mulher a filha dela, de apenas cinco meses.Em 2013 ele conseguiu fugir da prisão.



Para a delegada responsável, ele é um dos maiores maníacos do estado e sempre soube o que estava fazendo.

Tags

Paulo Tavares

Paulo Tavares Jornalista redator responsável pelo portal DF em FOCO. Reg, 0010479/DF Meu compromisso é com a verdade. Doa a quem doer...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Advertisment ad adsense adlogger