20 filmes de terror que todo fã do gênero precisa assistir

Tem slasher, filmes sobrenaturais, com monstros, mistura de horror com comédia, terror psicológico e muito mais. Prepare o coração e a pipoca!

Tem slasher, filmes sobrenaturais, com monstros, mistura de gêneros, terror psicológico e muito mais (Foto: Reprodução)

DF em FOCO preparou uma lista especial com 20 filmes de terror e suspense para quem é fã destes gêneros – e para quem não é, tornar-se um. Entre títulos já conhecidos e outros nem tanto, a seleção é variada, com longas de todos os tipos e gostos.

Confira 20 filmes de terror que você precisa assistir:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O Colecionador de Corpos (2009)

Ao invadir a casa do patrão para roubar, um ex-presidiário descobre que um assassino espalhou várias armadilhas mortais pelo local e ele agora é a única esperança que a família tem de sobreviver.

O filme é tenso, com ótimos momentos de suspense, efeitos práticos de qualidade e muito sangue. Prato cheio para os fãs de filmes como Jogos Mortais e O Albergue. Ainda rendeu uma ótima continuação, sendo que a terceira parte está em desenvolvimento.

Parque do Inferno (2018)

O roteiro já é batido: na noite de Halloween, um grupo de amigos é perseguido por um assassino mascarado em um parque de diversões. Todas as atrocidades são praticadas na frente do público presente no local, que acredita ser tudo parte de um show.

Contudo, Parque do Inferno é assertivo na construção do suspense e em aspectos de produção como as cores e ambientação. Com claras referências a filmes de terror dos anos 80 e 90, o gore está presente no melhor estilo Pânico. O final é interessante e foge de clichês.

O diretor já confirmou que pretende fazer uma sequência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Presos no Gelo (2006)

Neste filme norueguês, acompanhamos um grupo de jovens que vão esquiar nas montanhas. Ao entrarem em um hotel aparentemente abandonado, não demoram a perceber que algo estranho acontece por lá. Agora todos terão que lutar por suas vidas.

Raro caso em que a continuação (de 2008) é melhor que o primeiro. Ambos os filmes possuem tudo que um fã de terror adora: muita perseguição, morte e sangue. O clima tenso e claustrofóbico causado pela ambientação contribui para um suspense crescente.

Escape Room (2019)

Seis estranhos são misteriosamente trancados em uma imersiva sala enigmática cheia de armadilhas e, quem conseguir sair, ganha um milhão de dólares. Contudo, aos poucos eles percebem que cada desafio é pior do que poderiam imaginar.

Escape Room é criativo, angustiante e cheio de reviravoltas. O terror parece uma mistura de Premonição com Jogos Mortais e O Segredo da Cabana e tem tudo para se tornar uma nova franquia, sendo que o segundo filme chegará aos cinemas no final do ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Alta Tensão (2003)

A jovem Alexia leva a amiga Marie para passar o final de semana na fazenda dos pais. Mas uma visita no meio da noite colocará a vida das duas em risco, e de quem mais estiver pelo caminho.

Sádico, sangrento, ágil, tenso e original, este terror francês foi responsável por levar o diretor, Alexandre Aja, a Hollywood, onde dirigiu os elogiados filmes Viagem Maldita (2006) e Predadores Assassinos (2019). Alta Tensão promete não sair da cabeça por um bom tempo.

Predadores Assassinos (2019)

O já citado filme acompanha Haley que, no meio de um furacão, ignora as ordens das autoridades para deixar a cidade e vai em busca do pai. Ao achá-lo ferido, os dois ficam presos na inundação e descobrem que o aumento do nível da água é o menor dos problemas.

terror faz parte da safra recente de ótimos filmes com animais assassinos (como Águas Rasas, de 2016). É repleto de sustos e mantém a tensão todo o tempo, sem dar espaço para o público respirar. Aceitando os clichês e exageros, vai agradar os fãs do gênero com situações absurdas e aterrorizantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



A Morte do Demônio (2013)

Assistido por muitos, mas sempre bom relembrar. Para ficar longe das drogas, Mia vai com um grupo de amigos passar alguns dias em uma cabana no meio da floresta. Contudo, descobrem um livro que invoca uma força demoníaca que promete matar a todos.

Devido à violência extrema, cenas de mutilação explícita e mortes absurdas, o terror é proibido para menores de 18 anos. Exagerado, intenso e com visual impactante, A Morte do Demônio é o filme que mais usou sangue falso até hoje: 190 mil litros.

Abismo do Medo (2005)

Cinco amigas resolvem entrar em uma caverna que nunca tinha sido explorada. Mas um acidente faz com que todas fiquem presas no local. Buscando algum meio de sair, elas passam a ser perseguidas por estranhas criaturas que se escondem na escuridão.

O filme possui um terror crescente, clima claustrofóbico agoniante, mortes violentas e reviravoltas no roteiro. À medida que são atacadas, o passado das amigas vêm à tona e torna-se outro pesadelo. Rendeu a ótima sequência Abismo do Medo 2, que mantém o nível de terror deste, concluindo a história com uma cena inesquecível.

Would You Rather (2012)

Desesperada para conseguir dinheiro e ajudar no tratamento de câncer do irmão, uma jovem concorda em competir com desconhecidos em um jogo mortal apresentado por um aristocrata sádico.

Infelizmente, a execução do filme deixa a desejar em relação à ideia, mas para quem gosta de um bom gore é uma boa pedida. Muitas cenas angustiantes e armadilhas interessantes. Fãs de filmes como Jogos Mortais devem assistir e “se divertir” a cada morte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Casamento Sangrento (2019)

No dia do casamento com um herdeiro milionário, Grace é obrigada a participar de um jogo de esconde-esconde. Contudo, ela percebe que a brincadeira é na verdade uma caçada, em que todas as armas e golpes são permitidos para matá-la.

Roteirizado por Ryan Murphy (de American Horror Story), o terror é divertido, ágil e sangrento, com cenas de mortes e violência angustiantes. A perseguição a Grace é frenética, o roteiro possui várias reviravoltas e a vontade é que o filme nunca termine. Ah, e aquele final…

Entes Queridos (2009)

Brent é um jovem problemático cuja única felicidade é a namorada, Holly. Ao rejeitar outra garota, Lola, para o baile da escola, ele é sequestrado pelo pai dela, que é capaz de fazer coisas absurdas para agradar a filha.

É um terror australiano cheio de adolescentes e alguns clichês. Mas nada que tire o mérito do filme, com ótimas – e malucas – cenas sangrentas envolvendo, inclusive, uma furadeira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O Animal Cordial (2017)

Em São Paulo, dois ladrões armados invadem um restaurante e rendem o dono do estabelecimento, o cozinheiro, uma garçonete e três clientes. Mas o que ninguém imagina é que os ladrões não são o maior problema.

Insano, essa bela surpresa do cinema nacional conta com uma brutalidade sombria, um tenso clima de suspense, diálogos memoráveis e as excelentes atuações de Murilo Benício e Irandhir Santos.

A Casa do Medo: Incidente em Ghostland (2018)

A mãe de duas crianças herda a casa de uma tia e, na primeira noite, é atacada por invasores violentos, tendo que lutar pela vida das filhas. Anos depois, as garotas, já crescidas, retornam ao lugar e se deparam com estranhos acontecimentos.

Sustos do início ao fim, perseguição, sequestro, mortes e reviravoltas. Ghostland tem um ótimo design de produção e personagens peculiares, além de um plot twist esperto. Uma das atrizes inclusive, processou o diretor após cortar o rosto com vidro e ter ficado com uma cicatriz permanente.

Southbound (2015)

Cinco histórias de terror entrelaçadas ao longo de uma estrada deserta. Dois homens fugindo do passado, uma banda a caminho de um show, um homem lutando para chegar em casa, um irmão em busca da irmã perdida e uma família em férias.

Filme no estilo V/H/S, que funciona como cinco curtas independentes. É preciso ter a cabeça aberta para aproveitar o longa, com todas as bizarrices que oferece. Divertido e com boas sequências de mortes, Southbound já se tornou um clássico indie. Ame ou odeie.

A Fronteira (2007)

Um grupo de amigos resolve ajudar uma jovem grávida a realizar o aborto na Holanda. Fugindo da polícia, eles se refugiam num velho terreno e descobrem um albergue administrado por neonazistas canibais que passam a persegui-los.

Bruto, o terror francês é proibido para menores de 18 anos. Com morte seguida de morte, o filme tem cenas de tortura, violência física e psicológica. Não é indicado para quem tem o estômago fraco.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Festa Assassina (2007)

Na noite de Halloween, Chris encontra na rua um convite para uma misteriosa festa à fantasia. Ele resolve ir pensando na diversão, mas não sabe que é uma festa para assassinar pessoas em rituais artísticos.

Propositalmente trash, o filme é uma mistura de terror com comédia cheio de personagens hipsters malucos. O longa conta com situações inesperadas, engraçadas, criativas e tensas ao mesmo tempo. Punk, mortes e diversão.

Coerência (2013)

Durante um jantar, oito amigos comentam sobre a proximidade de um cometa e sobre os rumores de que sua passagem será capaz de trazer mudanças graves nas pessoas. Após a discussão, a luz acaba, e estranhos fenômenos começam a acontecer.

terror aqui é psicológico. Mesmo com uma premissa simples e prestando atenção em cada detalhe, a certa altura o longa torna-se confuso, mas nada que atrapalhe o aproveitamento. O roteiro é inteligente e maluco. Daqueles filmes para dar um nó no cérebro. O final é de deixar de boca aberta.

Midsommar (2019)

Após uma tragédia pessoal, Dani viaja com o namorado e um grupo de amigos para uma vila sueca. O que começa como férias em uma terra ensolarada toma um rumo sinistro quando os moradores do vilarejo convidam o grupo para as festividades que tornam o paraíso perturbador.

Aqui, o diretor Ari Aster (de Hereditárioconsegue realizar uma filme ainda mais aterrorizante. Midsommar possui uma fotografia incrível, cores fortes, personagens complexos e cenas absurdamente chocantes. O longa ainda tem outro feito: consegue transmitir o medo mesmo se passando quase totalmente durante o dia.

Anticristo (2009)

Um casal se muda para uma cabana isolada na floresta após a trágica morte do único filho. No local, coisas estranhas e obscuras começam a acontecer. Anticristo é divido por capítulos: Dor, Luto, Desespero e Os três Mendigos.

Do polêmico diretor Lars Von Trier, o filme causa incômodos durante toda a projeção. As cenas, em sua maioria bizarras, são cheias de simbolismos. A atmosfera e imagens são chocantes, e muitos o chamam de “pesadelo filmado”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Arraste-me para o Inferno (2009)

Terminando a lista com um filme odiado por muitos. Arraste-me para o Inferno conta a história de Christine, uma ambiciosa corretora de empréstimos. Um dia a jovem recebe a visita de uma misteriosa que, ao ter o pedido de acréscimo no empréstimo negado, amaldiçoa Christine.

A produção mistura terror e humor ácido, muita nojeira e sustos. Bruxaria, uma cabra falante, violação de túmulo e a aparição do próprio demônio são alguns dos destaques. A cena final gera muita conversa até hoje entre os fãs do longa, mesmo após mais de uma década de lançamento.

Não é sexta-feira 13, mas temos outras duas listas com

Paulo Tavares

Paulo Tavares Jornalista redator responsável pelo portal DF em FOCO. Reg, 0010479/DF Meu compromisso é com a verdade. Doa a quem doer...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Advertisment ad adsense adlogger