Vereador de Novo Gama, conhecido por atacar adversários por supostos crimes, está foragido e com mandato de prisão decretado

A população de Novo Gama (GO) acordou assustada com a notícia que um de seus representantes, o vereador Christovam Machado está foragido. Em uma Operação da Polícia Civil goiana deflagrada nesta terça-feira (24) contra a organização criminosa que se intitula “A Firma”.





O vereador Christovam Machado é conhecido por seus discursos inflamados na câmara municipal, onde usa a tribuna para esbravejar e acusar aos seus adversários  de cometerem crimes. Por varias vezes se flagrou o parlamentar acusando outros gestores de serem ladroes, de desviarem o dinheiro público e todo tipo de acusação. Entretanto ninguém imaginava que o cordeirinho era na verdade um lobo disfarçado.

 

A mascara do vereador só veio ao chão após o mesmo ser alvo uma investigação da Polícia Civil goiana que teve seu ápice nessa terça-feira (24) quando foi deflagrada a operação para prender os participantes de uma organização criminosa que se intitula “A Firma”.




Entre os mandados de prisão, está a do vereador Christovam que prega pela ética mas na verdade é acusado de facilitar a fuga de um detento no Centro de Prisão Provisória de Luziânia.

A Firma é conhecida por vender fugas e favorecimentos nas transferências de presos no Entorno. Dois servidores já estão presos e outros dois são considerados foragidos, um deles é o vereador Cristóvão Machado.



Segundo o delegado Rafael Abrão, o vereador trabalhava também como vigilante temporário na unidade prisional. O vereador e outros três investigados teriam recebido dinheiro do preso para facilitar a fuga.




Durante a Operação Redenção, realizada nesta terça-feira (24) para o cumprimento de quatro mandados de prisão preventiva, policiais civis conseguiram prender um agente prisional e um funcionário cedido pela prefeitura, que atuava dentro da prisão.

De acordo com o delegado, os dois presos, o vereador e um ex-diretor regional do sistema prisional teriam participado de um esquema remunerado para permitira fuga do preso. Os nomes dos investigados não foram divulgados pela polícia. A reportagem não conseguiu também ter acesso ao contato da defesa deles.

O detento Rodolfo de Lima Pereira fugiu pela porta da frente da Casa de Prisão Provisória de Luziânia, no dia 06 de agosto deste ano e ainda não foi recapturado. Na ocasião, o Sindicato dos Agentes Prisionais de Goiás disse que já havia um alerta do dia 30 de julho de que do homem poderia fugir e mesmo assim ele foi mantido no trabalho de pintura externa da prisão.

Sobre a operação desta terça, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciaria (DGAP) informou que a instituição colaborou com a Polícia Civil desde o início das investigações (veja a nota na íntegra abaixo).

“As investigações apontaram que eles receberam dinheiro do preso para facilitar a fuga dele, cujo valor ainda estamos apurando. O vereador do Novo Gama atuava com vigilante temporário e pediu para sair assim que soube das investigações. Já o ex-diretor regional do sistema prisional entrou com atestado médico e não voltou. Os dois são considerados foragidos”, afirmou Abrão.




Rodolfo de Lima Pereira fugiu quando pintava o prédio da CPP de Luziânia, Goiás — Foto: DGAP/Divulgação

Rodolfo de Lima Pereira fugiu quando pintava o prédio da CPP de Luziânia, Goiás — Foto: DGAP/Divulgação

Início da investigação

Para o Sindicato dos Agentes Prisionais de Goiás, a fuga de Rodolfo de Lima Pereira foi um crime anunciado. Segundo, o presidente do sindicato, Maxsuell Miranda das Neves, mesmo após uma denúncia feita de que o preso com muito dinheiro poderia fugir.




Segundo Maxsuell, mesmo Rodolfo respondendo por vários crimes graves e com a ameaça de fuga, o preso foi mantido no sistema “cela livre”, tendo acesso à parte externa da prisão, onde faria a pintura.

Na época da fuga, o presidente do sindicato disse que não constava no registro do preso de que ele fosse pintor.

GALERIA DE IMAGENS

Clique para ampliar

Tags

Paulo Tavares

Paulo Tavares Jornalista redator responsável pelo portal DF em FOCO. Reg, 0010479/DF Meu compromisso é com a verdade. Doa a quem doer...

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Advertisment ad adsense adlogger