Terceiro suspeito por massacre em Suzano é apresentado ao MP

O possível participante, que é menor de idade, está em uma audiência de custódia na Vara da Infância e da Juventude

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Enviado especial a Suzano (SP) – O terceiro adolescente suspeito de envolvimento no massacre do colégio Estadual Raul Brasil, em Suzano, chegou, por volta da 10h40, ao Fórum da cidade. Ele foi apresentado nesta sexta-feira (15/3) ao Ministério Público.

Ao ser entregue no Fórum, o adolescente vestia um moletom preto com capuz e cobria a cabeça. Ele foi levado ao local em um carro preto da Polícia Civil, ao lado da sua mãe. Nem o suspeito nem a polícia deram declarações.

O possível participante do ataque, que não teve o nome divulgado, é menor de idade e será ouvido em uma audiência de custódia na Vara da Infância e da Juventude. Se o Ministério Público entender que ele pode atrapalhar as investigações, há a possibilidade de ele ser encaminhado a uma unidade de internação.

Inicialmente, a Polícia Civil pediu à Justiça que o menor fique apreendido por pelo menos 45 dias. Na manhã desta sexta, policiais à paisana amanheceram na porta da casa onde mora o suspeito. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) expediu mandado de busca e apreensão na casa do menor.

No Fórum de Suzano, foi grande a movimentação de jornalistas, curiosos e policiais. Antes de ser trazido para a unidade da Justiça, o menor passou pelo Instituto Médico Legal (IML), onde fez exame de corpo de delito.

Segundo investigações, ele teria ajudado os atiradores Guilherme Taucci Medeiros, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, 25, a planejar o ataque. Para a polícia, no dia do tiroteio o adolescente não esteve na escola, palco do crime.

Veja fotos do enterro de Samuel, uma das vítimas: 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Fale com a gente