Policial pede afastamento após ser filmado enquanto beijava homem. Assista!

1
385

 Reprodução/Youtube

São Paulo – O soldado da Polícia Militar Leandro Prior, 27 anos, pediu afastamento de suas atividades profissionais após um vídeo em que ele aparece fardado beijando outro homem ter viralizado nas redes sociais. A informação foi confirmada pela Polícia Militar de São Paulo. O afastamento foi solicitado por conta dos ataques homofóbicos que tem recebido nas redes sociais e pelas ameaças de morte que ele tem sofrido.

Assista:

O policial que está na corporação há mais de quatro anos pediu o afastamento na última sexta-feira (29). No dia seguinte, internou-se em uma clínica de repouso. O advogado do agente busca a permanência de Prior na polícia e vai registrar um boletim de ocorrência no decorrer desta semana, a fim de apurar as ameaças que o seu cliente vem sofrendo.

PM SE PRONUNCIA

 A Polícia Militar (PM) informou que também irá apurar as denúncias das ameaças feitas ao soldado por meio das redes sociais. Além disso, a corporação colocou à disposição de Leonardo medidas protetivas pela Divisão PM Vítima, da Corregedoria, que apura crimes cometidos como policiais e dá apoio a vítimas.

Por meio de nota, a PM informou que a conduta do agente será investigada somente sob o aspecto administrativo, já que o coldre de Leonardo estava aberto. “A conduta do PM fardado no Metrô captada em vídeo será apurada única e exclusivamente sob o aspecto administrativo, pois demonstra postura incompatível com os procedimentos de segurança que se espera de um policial fardado e armado, que exigem que esteja alerta”, informou a PM.

1 COMENTÁRIO

  1. AMEAÇANDO DE MORTE PQ MESMO? OS HOMOFÓBICOS NÃO VIRAM UM PROFISSIONAL AGINDO COM CONDUTA INAPROPRIADA POR ESTAR EM SERVIÇO E SIM UM HOMEM BEIJANDO OUTRO, O CARA PODIA ESTAR ATÉ D FOLGA. NOJO D QUEM ACHA Q É SUPERIOR A ALGUEM PELA OPÇAO SEXUAL DELE. VAO CUIDAR D SUAS VIDAS BANDO D FALSOS MORALISTAS.

DEIXE UMA RESPOSTA