Policial Militar é suspeito de matar atleta com tiro na nuca por ciúme

0
69

O soldado da Polícia Militar Jarbas Colferai, 23 anos, foi preso acusado dematar o atleta Matheus Garcia Vasconcelos Alves, 24, em São Vicente, no litoral de São Paulo, na noite de segunda-feira (18/9).

Inicialmente, as investigações indicavam latrocínio (roubo seguido de morte), mas a Polícia Civil concluiu que foi um crime passional, uma vez que o atirador tinha ciúmes da namorada, que matinha contato com a vítima.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Matheus, que era atleta de hóquei em patins e já tinha jogado na seleção brasileira do esporte, morreu após ser baleado na nuca. Ele foi encontrado ainda com vida na Rua Nicolau Guirão Perez, no centro da cidade. Porém, ele morreu a caminho do hospital. Na mão dele, havia um carregador de celular, mas o aparelho não foi encontrado pelos agentes. Por isso a polícia trabalhou com a hipótese de latrocínio.

A Polícia Civil confirmou, por meio de nota, que após 12 horas de investigação conseguiu identificar o soldado da PM como o responsável pelo crime. Sua prisão temporária foi solicitada.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado confessou o crime, mas ainda não deu informações sobre as reais motivações e as circunstâncias da morte. Jarbas está detido na carceragem da Delegacia Sede da cidade, onde aguarda definição do pedido de prisão pelo Poder Judiciário.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA