PM DE GOIÁS DIVULGA ALERTA PARA POSSÍVEL ATAQUES DE FACÇÃO CRIMINOSA NO ESTADO 

0
1138

 

A Polícia Militar continua em alerta após a divulgação do relatório técnico emitido pelo comandante geral da corporação, coronel Divino Alves, na noite dessa sexta-feira (23), que determinou que a corporação ficasse em prontidão durante toda o final de semana por suspeita de ataque por facções criminosas contra agentes, viaturas e quartéis da PM.

O chefe de comunicação da PM, tenente-coronel Marcelo Granja, ressalta que até o momento não houve nenhuma notificação de ataque, mas como o alerta se estende até nesse domingo, a atenção continua redobrada. “Estamos prontos para trabalhar em cima de qualquer eventualidade que possa tirar o sossego dos goianienses”, ressaltou.

Com base nisso, ainda na noite dessa sexta-feira foi realizada a Operação Integrada – Protocolo Anhanguera – , dentro da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia.  A Operação foi realizada pela Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) e PM.

Durante a operação, os agentes apreenderam nas alas B e C do presídio cinco armas de fogo, sendo duas pistolas 9 mm, duas .40 e um revólver calibre 38. Ainda foram encontrados nas celas cerca de 1.270 gramas de maconha e 30 aparelhos celulares. “A apreensão desses materiais é de extrema importância nesse momento, pois serviriam para ajudar os criminosos à cometerem tais práticas”, relata Granja.

Mesmo com todos esses cuidados, o tenente-coronel destaca que há possibilidade da ordem partir de fora do Estado e que, mesmo ao passar esse alerta, a PM estará atenta para possíveis ameaças que apareçam. “Todo serviço de inteligência estará em alerta e investigando qualquer suspeita ou novas denúncias que venham assombrar a população goiana. A PM continuará o trabalho de proteção à população para que o crime organizado não se instale em Goiás”, encerra.

Alerta

A atenção redobrada de todas as unidade especiais da PM se deu após a divulgação de um relatório técnico assinado pelo comandante geral, Divino Alves, que alertava sobre possíveis ataques de organizações criminosas contra policiais militares no Estado após a morte de um membro de uma quadrilha durante um confronto com a polícia.

O relatório ainda recomenda que, durante esse final de semana, nenhuma viatura atenda ocorrência sozinha e que os agentes utilizem todo o Equipamento de Proteção Individual (EPI) necessário para a segurança.

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA