MP vai ouvir menor que atropelou e matou irmãs e bebê no Gama

0
154

O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) vai ouvir na tarde desta segunda-feira (28/8) o adolescente de 17 anos que atropelou cinco pessoas de uma mesma família e matou três delas, no domingo (27). Depois, irá se manifestar sobre qual deverá ser o destino do jovem. Somente após esse parecer é que a Vara da Infância e da Juventude vai decidir sobre a punição que será dada a ele.

Segundo informações de vizinhos, o menor teria pego o carro da família sem autorização dos pais. Ele já tem passagem pela polícia. Há menos de dois meses, cumpriu medida no Juizado da Infância por roubo. a reportagem  esteve na casa da família dele nesta segunda, mas o imóvel estava vazio.

Rute Ester de Jesus Carvalho, 22 anos; a irmã dela Gabriela de Jesus Carvalho, 19; e o pequeno Eriko, de 6 meses, morreram na hora. Man Sun Go, 66 anos, pai das duas, está internado no Hospital de Base do DF (HBDF). O quadro é estável e ele não corre risco. Outra criança de dois anos chegou a ser levada para o hospital, mas já está em casa.

O avô, duas filhas e dois netos caminhavam na ciclovia no Gama Oeste. A família foi atingida por um Hyundai Azera, de cor preta, que havia capotado após se chocar com um poste. O condutor do veículo apresentava sinais de embriaguez, segundo a polícia, e tentou fugir, mas foi encontrado em um matagal próximo ao local.

 

 

 

“Tudo errado”
Em um vídeo divulgado por WhatsApp, o jovem de 17 anos que dirigia o veículo aparece chorando, enquanto conversa com um homem não identificado. Durante o diálogo, o interlocutor sugere que o rapaz estava trafegando na via a 90km/h, apesar de o limite de velocidade no local ser de 60km/h. “A 90km/h não dá não, cara”, diz. “Você acabou com a sua vida (…) Quer dizer, a sua vida não, né, a da família.”

Ao ser questionado pelo policial do motivo de estar correndo, o menor responde: “Tava (sic) tudo errado”.

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA