Justiça não aceitou a queixa crime de Maria Antônia contra o Jornalista Paulo Tavares, a imprensa ainda é livre!

0
175

A justiça do Distrito Federal não aceitou a queixa crime proposta pela ex administradora do Gama e atual candidata a Câmara distrital do DF.

Segundo a denúncia de Maria Antônia, o jornalista Paulo Tavares, responsável pelo DF em FOCO, haveria incorrido nos Crimes de Calúnia, Injúria e Difamação, devido à publicação de uma matéria intitulada “NEPOTISMO – Ex administradora do Gama, nomeia parentes momentos antes de deixar administração” A matéria em questão figura em nosso portal como a mais lida.
Atribuímos essa repercussão alcançada ao fato de que, o povo do DF, se preocupa verdadeiramente com esse crime tão comum hoje nos meios políticos.

Mais uma vez a justiça é feita e mostra que o coronelismo dessa senhora não pode amordaçar e calar a imprensa livre.

LEIA MAIS – NEPOTISMO – Ex administradora do Gama, nomeia parentes momentos antes de deixar administração

Tais atitudes mostram a verdadeira face dessa mulher que durante todo o seu mandato como administradora de nossa cidade, ao contrário do que sempre pregou, “Travou o Gama” (Aguarde nova matéria que está sendo preparada com dados que comprovam que a cidade do Gama perdeu milhões de recursos enviados nos últimos 3 anos por incompetência administrativa e falta de utilização).

E como se já não bastasse tanto cinismo, tentou de forma arbitrária mover um processo  de Calúnia, Injúria e Difamação na tentativa de intimidar o jornalismo de exercer a sua liberdade de imprensa.

Essa conduta de “coroné toinha”, já é antiga e conhecida dos jornalistas e blogueiros da cidade que, por várias vezes, foram vítimas das ameaças e xingamentos proferidos por ela e pelos seus capachos.

LEIA MAIS – Ex-administradora do Gama tenta intimidar imprensa livre com processos

O departamento jurídico do DF em FOCO está providenciando uma ação penal com o pedido contraposto pois, ao nosso entender, ela foi quem cometeu o crime de Calúnia, Injúria e Difamação, burlando dessa forma, a verdade dos fatos e pior ainda, tentando ludibriar a justiça.

Jornalista Paulo Tavares

“Precisamos abrir nossos olhos e nossas mentes. As eleições estão aí. É esse tipo de gente que você quer te representando politicamente? Uma pessoa que não fez tanto assim por nossa cidade como afirma nos seus carros de propaganda e TV, e que ainda por cima, age como uma coronela, ameaçando, xingando e tentando intimidar as pessoas que não concordam e ousam desafiar a lei da mordaça imposta pelos devaneios de seu poder?”, desabafa Paulo Tavares.

 

Abram o olho e pensem bem.

MEXEU COM UM, MEXEU COM TODOS!

 

VEJA A DECISÃO:

Vara : 1302 – SEGUNDO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL DO GAMA – CRIMINAL
Título : DECISAO
Pauta : Nº 2018.04.1.003179-7 – Crimes de Calunia, Injuria e Difamacao – A: MARIA ANTONIA RODRIGUES MAGALHAES e outros. Adv(s).: DF051667 – LUÍS SÉRGIO CARDOSO DE CARVALHO. R: PAULO CESAR TAVARES. Adv(s).: NAO CONSTA ADVOGADO. A: DARLEY LIMA SARAIVA MAGALHAES. Adv(s).: (.). A: KARINA CALDEIRA DO NASCIMENTO. Adv(s).: (.). DECISAO – Considerando o mais que dos autos consta, acolho integralmente o parecer Ministerial, o qual adoto como minhas razões e fundamentos para, com fulcro no artigo 395, II, do CPP, determinar o arquivamento do presente feito. Decisão irrecorrível, na forma do art. 28 do CPP. Intime-se o Ministério Público. Após, arquivem-se. Publique-se. Registre-se Gama – DF, quarta-feira, 05/09/2018 às 18h20. Ana Magali de Souza Pinheiro Lins,Juíza de Direito.

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA