Homem morto em parada de ônibus no SIA era o assassino de desembargador

0
759
O magistrado faleceu em 15 de março de 2002, pela manhã, quando caminhava com sua mulher na 216 Sul, após Kazorriro dos Santos Lima atirar seis vezes

homem encontrado morto com marca de pelo menos seis tiros, na manhã desta segunda-feira (30), em uma parada de ônibus da SIA, em Brasília, é Kazorriro dos Santos Lima, assassino do desembargador Irajá Pimentel.

Kazorriro foi atacado enquanto aguardava um ônibus próximo ao prédio da Caesb. Segundo testemunhas, um carro parou e ocupantes do veículo dispararam seis vezes. Outras pessoas que estavam na parada conseguiram fugir e não se feriram.

Já o magistrado faleceu em 15 de março de 2002, pela manhã, quando caminhava com sua mulher na 216 Sul. Na época, Kazorriro atirou três vezes contra Pimentel e ainda baleou a esposa do magistrado no rosto, mas esta sobreviveu.

O assassino do desembargador Pimentel chegou a ser julgado pelo Júri Popular. Na época, ele foi apontado pelos procuradores que investigaram o caso de ter planejado e operacionalizado o crime, sendo condenado a 26 anos e 10 meses de prisão, em 25 de novembro de 2004.

A razão apontada para o crime na época foi uma disputa por terras da Fazenda Samambaia. A área fica em Brazlândia e é vizinha à propriedade da família do desembargador. O detento cumpria pena no Centro de Progressão Provisória (CPP), que fica no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), onde acabou por ser morto. Ele estava no regime semiaberto podendo realizar trabalho externo.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA