Ex diretor do grupo Mais Econômico, Sandro Renato. Explica porque fechou a rede de supermercados

0
1040

O Reportagem do  DF em FOCO, conversou com Sandro Renato, o ex diretor da Rede de Supermercados Mais Econômico.
O ex diretor afirma em nome do grupo, que infelizmente fechou as portas por conta da crise econômica que assola todo o país, e também por uma perseguição por parte do Estado de Goiás às empresas que faziam parte do Grupo Mais Econômico.

O ex diretor nos contou que em agosto de 2016 foi submetido a perseguições sem precedentes por parte do Estado de Goiás. Desde então, as empresas pertencentes ao grupo começaram a sofrer interferências de órgãos de fiscalização de forma arbitrária e abusiva, além de terem suas inscrições estaduais bloqueadas, o que impediu o grupo de obter créditos bancários e perante fornecedores, forçando a deixar de abastecer as lojas e tornando assim impossível o funcionamento das mesmas.

“Passamos por momentos difíceis após o estado iniciar essa perseguição ao grupo, todavia, lutamos até onde foi possível; afinal, contávamos com mais de 1.200 colaboradores, que dependiam do emprego para o sustento familiar. Estávamos no ramo supermercadista há mais de 22 anos, e durante esse tempo passamos por diversas crises, porém jamais desamparamos nenhum de nossos funcionários, jamais deixamos de cumprir com nossas obrigações. Nunca foi nossa intenção deixar com que as coisas chegassem ao ponto que acabou chegando, mas infelizmente era impossível manter as portas abertas .” Afirma.

O ex diretor afirma que o grupo está lutando para pagar e cumprir com todas as obrigações trabalhistas e fiscais que se encontram pendentes, e que não têm intenção de prejudicar os ex colaboradores da suas empresas.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA