“Eu só queria roubar, não queria matar ninguém”, diz o monstro liberado por políticos que provocou acidente no Eixão Sul

0
12
“Eu só queria roubar, não queria matar ninguém”, diz bandido que provocou acidente no Eixão Sul

Lucas Braz de Lucena Júnior, responsável por provocar um acidente com dois mortos e diversos feridos neste sábado (11), no Eixão Sul, afirmou que não tinha intenção de matar. Beneficiado com o saidão de Dia dos Pais, o suspeito de 23 anos se envolveu em uma perseguição policial após roubar um carro na 505 Sul e fazer tia e sobrinho reféns.

O bandido perdeu o controle do veículo no final do Eixão Sul e acabou colidindo frontalmente com uma kombi, que, desgovernada, bateu em um outro automóvel com cinco ocupantes, dentre eles uma criança.

LEIA MAIS – SAIDÃO DO DIA DOS PAIS: Bandido colocado em liberdade pelos políticos Brasileiros, sequestra, foge troca tiro com a policia e deixa dois mortos na Asa Sul

Ainda segundo a PM, os dois ocupantes da kombi morreram ainda no local do acidente. Três ocupantes do outro veículo estão sendo socorridos pelo Corpo de Bombeiros. Dois deles estão em estado grave. A tia e o sobrinho não ficaram feridos, assim como o criminoso.

Antes de seguir para a delegacia, no banco traseiro do camburão, Lucas conversou com o Jornal de Brasília. Segundo o suspeito, ele não tinha intenção de causar nenhuma morte, mas foi obrigado a fugir depois de a Polícia Militar começar a atirar contra ele na 505 sul. Ele garante que portava simulacro de arma de fogo e não uma pistola. O objeto, no entanto, não foi encontrado.

“Eu queria aproveitar com meu filho. Fiquei dois anos preso. Infelizmente, eu fiz isso. Eu peguei o carro porque estava tentando fugir”, afirmou. Ele alega que não queria matar ninguém e preferia “levar um tiro”.

Lucas estava preso desde 2015, quando foi condenado a oito anos por roubo.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA