Cadela é morta pelos próprios donos em ritual macabro no Núcleo Bandeirante

Sujos de sangue, os suspeitos foram levados para a 21ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Sul, onde foram autuados por maus-tratos

 

A Polícia Militar fazia patrulhamento na região quando avistou a cadela ensanguentada na pista. O animal estava com o pescoço dilacerado. Com a chegada da viatura, os donos do cachorro apareceram e contaram que o bicho havia sido atropelado, mas os militares não acreditaram na versão apresentada por eles, em especial, porque os suspeitos estavam sujos de sangue.




Ao revistar a casa deles, a PM encontrou a faca utilizada para matar a cadela e um pano ensanguentado dentro da casinha do animal. Ao lado, tinha uma carta escrita de próprio punho por um dos suspeitos endereçada a uma entidade.

Na mensagem, o dono do bicho se queixa de problemas financeiros e implora que “seus caminhos” se abram. “Peço humildemente que eu seja selecionado no processo seletivo para ocupar nova função em meu trabalho e assim aumentar meu salário”, escreveu.




Ainda de acordo com a polícia, a casa estava toda suja de sangue. Os criminosos usaram as vísceras do cachorro para fazer o ritual.

Veja a carta deixada pelos suspeitos na íntegra.

Divulgação/PMDF PM acha pano ensanguentado na casinha do animal.

 

 

Divulgação/PMDF
0

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
Fale com a gente