Advogado de Temer decide abandonar o caso por questão de “ética”

0
27

O principal advogado do presidente Michel Temer (PMDB), Antônio Mariz de Oliveira, afirmou que deixará a equipe dele “por questões éticas”. Mariz já trabalhou na defesa do operador financeiro Lúcio Funaro, um dos principais delatores de Temer, e acredita que continuar na função envolve conflito de interesses. Segundo o jurista, quando atuou para Funaro, ele recebeu informações sobre as acusações contra o chefe do Executivo.

A segunda denúncia contra Temer chegou à Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (21/9) e, após a leitura, o presidente será notificado dos crimes de obstrução da justiça e organização criminosa ainda nesta sexta (22).

Funaro firmou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) e afirma que pagou propina para Temer em diversas situações. A maior quantia seria no caso do “quadrilhão do PMDB”, no qual políticos da sigla são acusados de fazer desvios irregulares do Fundo de Investimentos da Caixa Econômica Federal (FI-FGTS).

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA