Advogado cria instituto para defender homens acusados na Lei Maria da Penha

0
32

Nos próximos dias o advogado Luiz Gonzaga de Lira deve abrir, em Samambaia, as portas do Instituto Homem, uma associação de acolhimento a homens que foram enquadrados na Lei Maria da Penha

Para o criador do Instituto Homem, a maior atenção da Justiça aos casos de violência doméstica está “acabando com a família”(foto: 

O advogado Luiz Gonzaga de Lira, 63 anos, pretende inaugurar nos próximos dias o Instituto Homem, um associação de acolhimento a homens acusados de violência doméstica, e que foram enquadrados na Lei Maria da Penha (11.340/2006). Segundo ele, os “juízes que estão cuidando desses casos são verdadeiros criminosos, jogando homens para fora de casa”.

A previsão era que a equipe do Instituto Homem, que será composta por advogados e psicólogos, estivesse formada até essa terça-feira (26/6), segundo o fundador. A sede já está praticamente pronta, vai funcionar em Samambaia Norte, “tudo muito simples”, como ele mesmo diz. Lira faz questão de frisar que, por enquanto, o instituto vai contar com o voluntariado, e que, inclusive já anunciou a causa duas vezes nos classificados , em busca de pessoas que se interessem em ajudar a causa.
No entanto, a ideia não foi bem recebida por internautas, que criticaram a associação que ainda nem começou a funcionar. Apesar das críticas, Lira diz não se importar. Segundo ele, uma das principais causas levantadas pela instituição é o retorno ao modelo de tratamento da violência doméstica anterior à Maria da Penha. Quando casos de agressão eram debatidos na esfera comum, sem varas especiais de apoio à mulher.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA