Arruda, Agnelo e Filippelli desviaram R$ 16,6 mi do Mané, afirma MPF

0
21

Arruda, Agnelo e Filippelli desviaram R$ 16,6 mi do Mané, afirma MPF
Myke Sena

Os ex-governadores do Distrito Federal José Roberto Arruda (PR) e Agnelo Queiroz (PT), além do ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB), desviaram R$ 16,6 milhões em propina na reforma do Estádio Mané Garrincha, segundo denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF).

O Ministério Público afirmou que Agnelo teria embolsado R$ 6,495 milhões e Arruda, por sua vez, recebeu R$ 3,92 milhões. Já Filippelli, teria recebido R$ 6,185 milhões. Investigações apontam que o dinheiro foi repassado por meio de doações partidárias para igrejas, compras de bebidas, ingressos da Copa do Mundo de 2014 e em espécie.

O três foram denunciados durante Operação Panatenaico, deflagrada em março do ano passado, a partir de delações premiadas de ex-executivos das empreiteiras Andrade Gutierrez e Odebrecht. Eles devem responder por organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraude à licitação.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA