Após susto, Joaquim Roriz deixa hospital e seguirá tratamento em casa

0
36
 
Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

O ex-governador Joaquim Roriz (sem partido) deixou o hospital na noite desta quarta-feira (21/3). A informação foi confirmada a reportagem por uma das três filhas, a ex-deputada federal Jaqueline Roriz (PMN). Roriz foi internado na última terça (20), no Hospital Home, na Asa Sul, após ter quadro de enjoo e desconforto estomacal. O diagnóstico foi de úlcera em estágio inicial.

Roriz recebeu alta e continuará com acompanhamento rotineiro em casa, no Park Way, devido ao seu quadro debilitado. O ex-governador, que tem 81 anos, é doente renal crônico e diabético, doença que motivou a amputação de dois dedos do pé direito e, em seguida, parte da perna direita.

Em recente laudo médico, o ex-governador apresentou ter síndromes demencial, de etiologia mista, de Alzheimer e vascular, em estágio grave, com intensa repercussão sobre sua autonomia.Por isso, no mês passado, por decisão judicial, o político deixou de responder ao processo que trata de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o Edifício Monet, em Águas Claras. O juiz substituto da 2ª Vara Criminal de Brasília, André Ferreira de Brito, homologou o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) que atestou a insanidade mental de Joaquim Roriz.

Saúde controlada
Apesar do quadro, pessoas ligadas ao ex-governador afirmam que o estado de saúde do político é estável e que ele permaneceu consciente durante a recente internação no hospital.

No mês passado, circulou no meio político rumores de que o estado de saúde de Roriz havia piorado e ele não resistira. Quem desfez o mal-entendido foi Jaqueline Roriz, que tranquilizou amigos e correligionários do ex-governador: o pai passava bem e repousava em casa.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA