Homicida foragido de Cidade Ocidental é preso no Guará

0
1425

 

Foi por meio de mandado de prisão, expedido pelo Fórum de Cidade Ocidental que policiais civis na manhã desta terça-feira dia 16/01 deram cumprimento ao mandado em desfavor de Francisco Galdino ele que foi preso na manhã de hoje no Guará em seu local de trabalho.

 

No mandado o Ministério Público de cidade ocidental relata o crime acontecido em setembro de 2015 onde teve por vítima a Jennifer Coelho Silva que foi morta e pendurada em uma árvore no quintal de casa.

Segundo informações da equipe policial que cumpriu mandado de prisão o crime bárbaro aconteceu no mês de setembro de 2015, quando policiais militares foram acionados para deslocar até a residência onde Francisco morava com Jennifer e que depois de uma

possível discussão Francisco tirou a vida de Jennifer cruelmente.

Quando viu a vítima morta Francisco pegou uma corda e pendurou a em uma árvore que ficava na área da casa dando a entender que a vítima teria cometido suicídio, após cometer o ato Francisco saiu de casa onde foi chamar várias pessoas para ir até a sua casa, dando a entender que Francisco seria inocente.

Mas as testemunhas não sabiam que estava diante de um crime onde o autor identificado como Francisco Galdino teria matado a sua mulher e a pendurado em uma árvore para tentar mudar a cena do crime, a equipe da delegacia de Cidade Ocidental depois de tomar conhecimento de todo laudo cadavérico e resultado do IML, iniciou uma investigação pois

no resultado dizia que a vítima teria sofrido algumas violências antes de ser pendurado na árvore.

Ao questionar Francisco ele não soube responder, os policiais reuniram provas juntamente com o delegado e apresentaram ao Ministério Público que rapidamente expediu mandado de prisão em desfavor de Francisco Galdino por ter tirado a vida da sua esposa Jennifer Coelho e tentado mudar a cena do crime de homicídio para suicídio.

E na manhã desta terça-feira no seu local de trabalho, Francisco foi surpreendido pela equipe do delegado de Cidade Ocidental DR Daniel Marcelino, o qual recebeu voz de prisão e foi conduzido até a delegacia, diante de todo o processo quis permanecer no seu direito de ficar calado e só se pronunciar mediante ao Ministério Público da Cidade.

Ele foi levado à cadeia da Cidade Ocidental onde terá que cumprir a sua pena, e se condenado Francisco pode pegar de 8 a 15 anos de cadeia devido o agravante de ter tentar mudar o cenário do crime.

Fonte Radar Ocidental

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA