GDF vai gastar R$ 5 milhões com o carnaval

0
45
GDF vai gastar R$ 5 milhões com o carnaval

O governo de Brasília vai gastar R$ 5 milhões no carnaval de 2018. A quantia vai custear a logística para as apresentações dos blocos de rua e das escolas de samba e eventos diversos promovidos em 19 regiões administrativas.

A expectativa do governo é de que 2,5 milhões de pessoas participem das festas nas ruas da capital da República. R$ 525 mil serão destinados à contratação de 40 artistas locais por meio de chamamento público. Eles vão se apresentar nos blocos em programação a ser definida.

No ano passado, a festa recebeu R$ 2,3 milhões e teve um público de 1,5 milhão de pessoas. “Em 2018, teremos um investimento 50% maior do que no ano passado com recursos do legislativo e com uma estimativa de público de pelo menos um milhão de pessoas a mais”, disse a secretária adjunta de Cultura, Nanan Lessa Catalão.

O carnaval deste ano também contará com um evento especial para a apresentação de seis escolas de samba e de duas atrações nacionais. Os detalhes estão sendo negociados entre as agremiações e a Secretaria de Cultura. A festa ocorrerá em 2 de fevereiro, entre a Torre de TV e a Funarte.

Desburocratização

O cadastrado dos blocos pode ser feito até 30 dias antes do evento. Até esta sexta-feira (5), 101 blocos se cadastraram, sendo 60 no Plano Piloto e 41 em outras regiões administrativas.

Também estão cadastrados 173 eventos. Deles, cem serão no Plano Piloto e 73 em outros lugares.

Neste ano, o cadastro dos blocos carnavalescos e a emissão de alvarás e de licenças são feitos por meio do Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco — formado por órgãos do governo relacionados ao tema.

A desburocratização faz parte do Decreto nº 38.019, de 21 de fevereiro de 2017. O objetivo é desburocratizar as manifestações artísticas nas festividades, proteger o patrimônio histórico e cultural de Brasília e ordenar a ocupação do espaço público.

Os órgãos que fazem parte do Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco são:

  • Secretaria de Cultura
  • Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social
  • Secretaria de Mobilidade
  • Secretaria das Cidades
  • Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF)
  • Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF)

Patrocínio rejeitado

A Secretaria de Cultura rejeitou a proposta de patrocínio para o carnaval de Brasília de 2018. A ideia era que o governo e iniciativa privada dividissem os custos — em troca de propaganda da empresa que vencesse o edital.

No entanto, apenas uma proposta com um valor muito baixo (R$ 700 mil) em relação ao custo total foi apresentada. Assim, não seria viável a parceria, e o chamamento público não teve contemplados.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA