Enquanto o Goias explode Marcone Perillo, descansava em praia de Pernambuco durante rebeliões

0
57

Na última semana, Marconi Perillo tirou férias em Carneiros, enquanto rebeliões deixaram nove mortos e centenas de foragidos no estado

Reprodução/Estadão
REPRODUÇÃO/ESTADÃO

Há exatos sete dias, na segunda (1º/1), a crise nas penitenciárias do estado de Goiás teve a primeira rebelião, que deixou nove presos mortos, sendo dois decapitados, 14 feridos e centenas de foragidos. O problema da superlotação desencadeou outros dois motins e fugas em prisões do Entorno do Distrito Federal, deixando a população e familiares dos detentos em alerta. Enquanto isso, o governador Marconi Perillo (PSDB) tirava férias em um resort.

O local escolhido foi a Praia dos Carneiros, em Pernambuco, conhecida pelas hospedagens luxuosas, que oferecem serviço all inclusive e estrutura completa para lazer e descanso. O chefe do Executivo goiano confirmou o passeio e disse que decidiu descansar por três dias, “depois de um ano de intenso trabalho”.

Acrescentou que teve reunião com a equipe de segurança, deixando algumas decisões encaminhadas para controlar a situação em Aparecida de Goiânia. “Deixei o vice-governador no comando da situação em conjunto com a nossa competente equipe responsável pelo sistema de segurança”, afirmou ao jornal Gazeta Online.Governo e tecnologia
Ainda assim, enquanto ele estava de férias, a situação nos presídios só piorou. Houve mais duas rebeliões em Aparecida — tratadas pelo governo como “tentativas”, já que não houve mortos, nem feridos — e uma fuga em massa em Luziânia. Nesse caso, os presos serraram as grades e 11 fugiram. A ação foi toda registrada em vídeo feito pelos próprios detentos, por celular.

Detento grava momento

Detento grava momento da fuga de colegas no presídio de Luziânia-GOSmartphone Prisional virou moda no Goiás!

Posted by Entorno em Foco on Monday, January 8, 2018

Perillo disse que enquanto estava distante de Goiás, continuou despachando pelo celular. “No mundo atual, a internet é utilizada em situações diversas, na liderança e na ação. Tanto é verdade que duas tentativas de rebelião foram frustradas graças à nossa rápida e eficiente ação. Em uma delas, conversei com o diretor do sistema prisional várias vezes na madrugada.”

Nesta segunda-feira (8), a presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Cármen Lúcia, estará em Aparecida de Goiânia para uma inspeção no presídio. Em seguida, irá almoçar com o governador, para discutir os próximos passos com a crise nos presídios.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA